ArtigosBlog

5 erros mais comuns na hora de trabalhar a sua marca nas Redes Sociais

Sobre o melhor do marketing

Logo quando comecei a trabalhar com consultorias e projetos de marketing digital e mídias sociais, tive dificuldades em me posicionar e também posicionar a minha marca. Isso foi em 2007. Mesmo passado quase 10 anos, ainda percebo que muitos pequenos negócios também têm dificuldades em trabalhar sua marca nas redes sociais.

Em minhas palestras e treinamentos pelo Brasil recebo muitos empreendedores que não fazem ideia de como trabalhar a sua marca e a sua empresa nas redes sociais.

Dúvidas como:

  • Devo entrar no Facebook ou Instagram?
  • Quantas vezes por dia devo postar e qual o melhor horário para fazer isso?
  • Existe uma ferramenta que posso monitorar o que os clientes estão falando da minha empresa nas redes sociais?
  • Como faço para criar anúncios no Facebook e qual o melhor formato?

Eu sei que para “o cara” que acaba de abrir um pequeno negócio tudo isso pode ser algo muito assustador. Cuidar da sua equipe de colaboradores, gerenciar as finanças, compra de insumos, atender fornecedores e ainda dar conta de gerenciar e produzir conteúdo para as redes sociais. Afinal, uma empresa é um organismo vivo, que pulsa 24 horas por dia e 7 dias por semana.

Por isso que, se você evitar determinados erros na hora de trabalhar com sua marca nas redes sociais, você terá mais tempo para trabalhar todas as outras coisas com muito mais assertividade e terá mais resultados.

O trabalho de marketing digital e redes sociais deve ser encarado como um investimento e não como um custo. Se você é uma agência ou um consultor e quer aumentar as vendas, é preciso que o seu prospect enxergue exatamente isso.

E eu falo isso por experiência própria. Sou sócio do 1o fast-food de costela do Brasil, o Johnny’s Costelaria e 90% dos clientes que chegam até nós vieram através das redes sociais.

Com menos de 6 meses, o Johnny’s já tem + 100 avaliações no Facebook, + de 6.000 fãs com um alcance semanal de 3 a 4x mais do que o número de fãs, além de uma presença online fortíssima (Instagram, Pinterest, Google Meu Negócio, Snapchat, Foursquare e TripAdvisor). Percebeu algo? O Johnny’s ainda nem tem um site ou blog.

Bom, eu sei do que estou falando. A minha primeira estratégia online foi criada em 2007 para uma imobiliária no qual eu era estagiário. De lá para cá nós já ajudamos centenas de empresas e milhares de profissionais com o trabalho nas redes sociais.

Eu mesmo já cometi dezenas de vezes os erros abaixo. Afinal, o trabalho de redes sociais não é uma ciência exata onde eu posso aplicar a mesma estratégia para qualquer negócio.

1 – Ausência de equilíbrio no tipo de conteúdo

Vídeo, foto, texto e link. Vá na sua Fanpage agora e me diga se você tem produzido conteúdo nesses formatos. Esses são apenas alguns bons exemplos do que você pode fazer. Crie equilíbrio nesses formatos e você terá resultados melhores no alcance e engajamento.

Se você for uma empresa de TI, faça vídeos com sua equipe tirando dúvidas sobre os procedimentos internos e que são comuns com os clientes que você atende.

Se você é um salão de beleza, crie um álbum com fotos com diferentes tipos de cabelos para diferentes ocasiões e perfis de mulheres.

Se você tem uma oficina mecânica, faça vídeos curtos dando orientações aos clientes em diferentes situações, como trocar o pneu do carro ou manter a conservação do limpador.

Se você tem uma loja de roupas e acessórios femininos, monte looks para diferentes ocasiões e compartilhe através do Snap e Instagram com sua seguidoras.

Acabei de compartilhar 4 exemplos simples para diferentes tipos de negócios e público-alvo.

2 – Focar apenas em uma única rede social, sem se preocupar com o crescimento das outras e do próprio interesse do público-alvo

Presença online é diferente de presença no Facebook. Disponibilizar tempo e investir em outras redes sociais, mesmo que com esforço menor, é fundamental para o crescimento sustentável e consolidação da sua empresa.

Não estou afirmando que você precisa criar contas no Twitter, Instagram, Snapchat, LinkedIn, Slidshare, YouTube e outras dezenas de redes sociais. A reflexão que eu quero provocar em você é a seguinte:

Crie um planejamento de conteúdo e uma estratégia que seja capaz de conversar com o seu público em diferentes canais e formatos. Separe um tempo para criar conteúdo sensacional, independente do canal e que a sua persona identifique valor.

Abra a cabeça, fuja do óbvio, seja criativo, explore novas redes e seja diferente. O sucesso do seu negócio nas redes sociais depende também de experimentar e ARRISCAR.

3 – Não promover enquetes, pesquisas e perguntas com fãs e seguidores

“Ai meu Deus, o dia dos namorados está chegando e eu não sei o que posso oferecer de diferente em minha loja. Chame todos os funcionários para uma reunião e só vamos sair daqui quando todos derem uma ideia.”

Esse é um relato verdadeiro de um cliente que atendemos em 2014. Foi logo no início da consultoria e o mesmo nos mandou um e-mail desse jeito.

Oras, por que não utilizar as redes sociais e perguntar abertamente ao público o que eles gostariam? Podemos promover enquetes e disparar por e-mail, isso é claro se você tiver um banco de dados dos seus clientes.

 

pergunte-aos-seus-clientes-redes-sociais

Pense comigo: Você tem uma Fanpage com 10.000 fãs e está com uma dúvida sobre o que oferecer em uma data especial, ou então até mesmo que tipo de conteúdo as pessoas querem receber de você, o que aqui dentro nós chamamos de FOCO DO CLIENTE. Fazendo perguntas e promovendo enquetes você pode obter do fã informações valiosas, o que muitas delas já estão no próprio Facebook Insights.

Vá e faça. Depois me diga os resultados que você obteve com essa simples atitude.

4 – Não fazer Marketing de Conteúdo

e-Books, infográficos, hangouts e aulas ao vivo estão muito na moda, eu sei, mas é uma estratégia altamente eficaz e se for bem executada, você poderá ter um retorno excelente.

Porém, Marketing de Conteúdo vai muito além de e-books e vídeos cheio de gatilhos mentais. Não adianta nada fazer tudo isso se a sua entrega não for verdadeira.

Marketing de conteúdo precisa ser levado a sério e não apenas uma troca ou barganha. Eu te dou um e-book, você me dá o seu e-mail.

Se você é um restaurante, crie uma websérie com os próprios clientes e deixe que eles contem as experiências vividas no seu estabelecimento.

Se você tem uma barbearia, apresente aos seus clientes os produtos utilizados durante o corte e todos os seus benefícios. Por falar em benefícios, no Marketing de Conteúdo você deve saber exatamente como explorá-los. Falar apenas das características não é algo que você deve fazer.

5 – Esquecer dos relatórios

Relatórios em mídias sociais são partes fundamentais durante o trabalho de um consultor ou empresa. Existem muitas formas de se fazer um relatório. Defina um que seja interessante para o cliente e que o mesmo sirva para tomada de decisão.

Um relatório de mídias sociais deve conter o suficiente para que o cliente entenda. Durante todos esses anos trabalhando com projetos de marketing digital e social media, já vi relatórios que não conversam entre si e muito menos respondem a necessidade da empresa que contratou os serviços.

relatorio-agorapulse-redes-sociais

Existem softwares que ajudam a elaborar relatórios. Aqui dentro nós utilizamos o Agorapulse e já até exemplificamos com um post.

Como eu disse, o relatório deve conter as informações necessárias para o cliente, sem ficar perdendo tempo com explicações que não levarão a lugar nenhum.

social-media-maps

Compartilhe
André Damasceno

Sobre André Damasceno

  • Thiara Deusdedith

    Que orgulho!

© O MELHOR DO MARKETING. 2016

Entre para o nosso mundo!

Entre para o nosso mundo!

Receba conteúdos exclusivos e fantásticos.

Parabéns, você se inscreveu com sucesso.